quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Obras milionárias-Jeff Koons


 

O artista conceitual Jeff Koons usou de várias ideias e materiais para construir suas obras. Nessa diversidade estão:

PUPPY - um cachorro formado por flores, medindo 16 metros de altura, construído num jardim de um palácio. Esse trabalho, ele fez em protesto por não ter participado da Documenta de Kassel, em 1992, na Alemanha. Ele comparou a cidade alemã à Disneylândia. Atualmente a "escultura" está no Museu Guggenheim de Bilbao.

BRANCUSI - um coelho feito de plástico espelhado, imitando aço inoxidável policio. Nessa obra, o significado não está reconhecido, está aberto; ele reflete a personalidade do observador; ele se adequa ao ambiente como um camaleão.

SÉRIE DE OBJETOS DE PORCELANA- o artista fazia encomendas, a artesões, de pequenos objetos populares: estátuas religiosas (anjinhos), animais caricaturados (cachorrinhos, ursinhos) e até de alguns ícones populares (Michael Jackson, pantera cor-de-rosa), arranjo de flores -objetos presentes no cotidiano. Assim, ele se apropria de elementos estéticos da cultura de massa (que já possuem uma função), descontextualizando-as.

Colaborações com Lady Gaga - a capa do 3ª álbum de estúdio de Lady Gaga, Art Pop, foi criada pelo artista e divulgada na Times Square a 07/10/2013. Criou também esculturas para um evento da cantora, a Art Rave, suas obras foram expostas no dia 11/11/2013. Tem seu nome citado na música Applause.

As relações que seus trabalhos possuem com o conceito de kitsch é que ele transforma o que é kitsch em obra de arte. Por exemplo: na obra PUPPY ele usa um jardim, que já possui uma função estética de pura decoração, em uma ironia dentro de um contexto específico; o coelho BRANCUSI ele juntou a vontade de emitir do emissor com a vontade de receber do receptor, para transformar o kitsch objeto em arte; as porcelanas põem em questão: obra de arte ou objeto de cultura de massa?

A obra “balloon dog (orange)” foi vendida por 58,4 milhões de dólares, cerca de 135,6 milhões de reais, em um leilão na cidade de Nova York.

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário